Ver Postagem

EM CANTAGALO DIMINUIÇÃO DE PRODUTORES RURAIS ESTÁ RELACIONADO A ZEN

Em monitoramento, Noticias por Observatório Rio das OstrasDeixe um Comentário

Na área rural de Rio das Ostras, assentamento perde território para a Zona Especial de Negócio (ZEN)

Durante a exibição do curta documentário, na devolutiva do PEA Observação, produzido pelo Observatório com os produtores rurais, eles fizeram uma reflexão crítica sobre a realidade na qual eles vivem. Sr. Altair Drumond, primeiro produtor agroecológico local,  menciona que “a ZEN é um ponto que vai diminuindo o produtor”. O grupo vulnerável é afetado pela instalação das empresas que prestam serviços de forma direta e indireta, onde a cada ano vão perdendo território.

Sr. Altair Drumond primeiro produtor agroecológico local

A maior área industrial de Rio das Ostras, ZEN, em funcionamento desde 2007 foi instalada e ampliada nos bairros Mar do Norte e Cantagalo em Rio das Ostras, onde faz divisa com o Município de Macaé e também com o Projeto de Assentamento em Cantagalo. A ZEN, foi criada para atender as necessidades da cadeia produtiva de petróleo e gás.

No Projeto de Assentamento (PA) Cantagalo, as terras que antes eram improdutivas, foram redistribuídas para 207 famílias que estavam assentadas, hoje restam cerca de 38 regulares, devido à expansão imobiliária causada pela ZEN.  Muitos produtores desistiram de continuar na terra e venderam seus lotes, vários pontos que prestam serviços para as indústrias são encontrados dentro da Zona Rural.

Produtores rurais resistem

Embora toda a dificuldade enfrentada como, falta de subsídios e de políticas públicas, os produtores ainda conseguem resistir e lutar para se manter enquanto produtor rural. Sua produção é escoada por meio das feiras nos bairros da cidade de Rio das Ostras e algumas outras cidades, como Macaé e Búzios.