OBSERVATÓRIO E QUILOMBOLAS SE APROXIMAM E ARTICULAM NOVAS AÇÕES

Em Noticias por Observatório BúziosDeixe um Comentário

O Quilombo de Baía Formosa iniciou, em 2016, novas propostas de trabalho que viabiliza a luta pela regularização fundiária

Em reunião realizada na sede do Observatório Búzios foi apresentado o plano de trabalho da fase III e alinhavado a participação efetiva do Quilombo de Baía Formosa no projeto.

A aproximação com a realidade da comunidade e suas necessidades foram intensificadas com um estudo realizado nos meses seguintes, onde foram analisados junto com a comunidade os conflitos, as necessidades e os problemas gerados pelo impacto da cadeia produtiva de petróleo e gás em seu modo de vida.

Após pressionar o INCRA, em uma reunião realizada em maio, para exigir avanços nos processos sobre as terras, os quilombolas conseguiram a demarcação das terras, tanto do Quilombo de Baía Formosa, quanto da Rasa e Maria Joaquina.

No trabalho realizado pelo Observatório com o Quilombo, foi produzido o curta documentário “Filhos da Terra, Sem Terra”, onde os quilombolas participaram ativamente não apenas como protagonistas do documentário, mas também na elaboração do roteiro, filmagens e edição.

Através de entrevistas com atores locais e o historiador Jonatas Carvalho foi retratado no filme a luta das famílias que foram expulsas das suas terras.

APRESENTANDO O TRABALHO COLETIVO À COMUNIDADE

A devolutiva foi realizada na semana da Consciência Negra e reuniu um grande número de pessoas do Quilombo de Baía Formosa, além de convidados e colaboradores. A presidente do Quilombo, Elizabeth Fernandes afirmou que “…muitas das pessoas que estão aqui hoje, nunca estiveram em nenhuma outra reunião antes. Estou surpresa e muito feliz,  graças a esse trabalho que o Observatório fez junto à comunidade”.

As pessoas ficaram emocionadas ao se verem no curta. Choraram, sorriram e interagiram com o filme. Muitos jovens que assistiram ao documentário ficaram surpresos ao conhecer fatos históricos de seus ancestrais e demonstraram interesse em participar mais  ativamente das ações do Quilombo.

Exibição do curta documental para a comunidade de Baía Formosa

Para o ano de 2017, será mantido o trabalho com o objetivo de monitorar e fortalecer a participação coletiva e colaborativa nas atividades.