FORTALECENDO PARCERIA

Em Noticias por Observatório Cabo FrioDeixe um Comentário

Visando articular e integrar os projetos que compõem a bacia de Campos  e trabalham com grupos que sofrem os impactos da cadeia produtiva de petróleo e gás, o Observatório de Cabo Frio reuniu-se em sua sede com os Projetos de Educação Ambiental (PEAs) PescarteTerritórios do Petróleo; NEA-BC; REMA e FIPERJ, no dia 14 de março, onde cada projeto falou sobre os trabalhos desenvolvidos no ano de 2015, a devolutiva dos mesmos, o cronograma para 2016 e seus objetivos:

  • PESCARTE – Executaram o censo pesqueiro que tem como objetivo coletar dados da classe pesqueiras e fomentar projetos posteriores a partir deste dados, realizaram reuniões participativas com o setor da pesca, produziram cursos de letramento digital básico voltado para pesca artesanal e licenciamento ambiental em parceria com Observatório de Cabo Frio. Outros cursos foram feitos com os pescadores de Cabo Frio(Praia do Siqueira e Gamboa), como: Letramento digital avançado, curso de licenciamento ambiental e economia solidaria que serão replicados em Tamoios mediante a formação de turmas. No ano de 2016, fecham o 1° ciclo e começam a eleição do grupo gestor, que será formado por 20 membros representantes dos pescadores  de cada município onde o Pescarte atua, dando inicio ao 2° ciclo.  O objetivo do grupo gestor é buscar informações e elaborar projetos de geração de trabalho e renda no município.
  • REMA – No Ano de 2015 realizaram a criação e formação do PIS (Projeto de Intervenção Social. E neste ano o Rema pretende atuar no distrito de Tamoios em parceria com o Observatório.
  • NEA-BC – Fez acompanhamento das sessões da Câmara de Vereadores de Cabo Frio, realizou junto com a sociedade civil e outros projetos a primeira Conferencia de Juventude de Cabo Frio, a  primeira Conferência de Juventude e Meio Ambiente Regional e o Encontro Regional de Saneamento Básico, participou do Intercâmbio de Saneamento Básico em Viçosa, conseguiu a autonomia da associação entre outras atividades. Em 2016 o NEA-BC irá acompanhar o orçamento municipal (orçamento publico), terá como bandeira de luta o Resíduo Sólido e fará a cartilha sobre resíduo solido.
  • Territórios do Petróleo – O Projeto no ano de 2015 trabalhou em etapas,  no primeiro ciclo trabalharam com a sensibilização, onde fizeram as Caravanas que percorreram os dez municípios onde o projeto atua, mostrando o trabalho a ser implementado. Quando findou as caravanas, começaram as oficinas com objetivo de formação do sujeitos prioritários e publico geral, com  cursos de fotografia, controle social, cidadania e royalties/ controle social e licenciamento ambiental. Atualmente estão encerrando o primeiro ciclo.  No segundo ciclo o território vai desenvolver formação do Grupo de Vigília, que será composto por pessoas que fizeram parte das oficinas e tem como objetivo trabalhar com o controle social do município.
  • FIPERJ –  Responsável pela estatística pesqueira do Rio de Janeiro, desenvolvem com os pescadores de Tamoios a caracterização socioeconômica, facilitando politicas públicas para classe e irão neste ano além de continuar este trabalho, fornecer cursos de beneficiamento do pescado. 

Por meio desta integração o Observatório de Cabo Frio fortaleceu suas parcerias, aumentou sua articulação entre os PEAs presentes e a Fundação e disponibilizou o cronograma das futuras atividades no ano de 2016.

 

P1040912 P1040924 P1040935