Entrevista com o Presidente da Associação de Pesca de Tamoios – Cabo Frio

Em Noticias por Observatório Cabo FrioDeixe um Comentário

No dia 03/06/2015 o Pea-Observação de Cabo Frio realizou uma entrevista com o Sr. Claudecir Borges para saber o que os pescadores acharam do Evento (Re)Une Regional  realizado pelo PESCARTE no Sesc Mineiro Grussai em São João da Barra.

P1030222

  1. Claudecir, o que o Sr. achou do evento que teve em Grussai?

R: Foi um movimento muito bom. Estava conversando com o Alexandre – Presidente da Colônia Z4, ele reconheceu que nunca participou de um debate tão construtivo quanto ao de Grussai, pois tinha a participação de 8 municípios. Foi muito produtivo; as discussões, os debates, as colocações de cada comunidade, as formações tanto em grupo quanto em efetivo geral foi muito bom a participação que falou   de vários assunto da pesca das necessidades do pescador, que a    comunidade expressou o que quer que seja feito, em matéria de renda. E foi muito gratificante. A participação nos fez sair de lá mais enriquecido porque vimos tantas outras comunidades presente, cada um com suas dificuldades expondo suas necessidades que acabamos aprendendo e nosso conhecimento acaba saindo mais enriquecido

  1. Sobre o senso, o que o Sr. Acha que pode contribuir para o pescador?

R: O senso é importante dentro da comunidade da pesca, pois no meu modo de ver, além de mostrar pra outras comunidades que aqui existe pescadores e profissionais da área de pesca, o senso divulga muito, tanto a comunidade pesqueira quanto as necessidades do pescador, o rendimento do pescador, a qualidade do pescado que existe no nosso município, a vida do dia a dia do pescador, é muito importante a presença do senso nesse processo de trabalho com o pescador, só vem trazer benefício para comunidade.

  1. Na Reunião, foi falado sobre grupo gestor. De que forma o Sr. Acha que eles podem ajudar a divulgar esse grupo gestor para mobilizar a participação dos pescadores?

R: Esses grupos gestores devem ser formado com a comunidade da pesca de preferência quem vive dentro da pesca e conhece essa realidade no dia a dia. Aqueles pescadores que são mais esclarecidos terão as suas funções dentro do senso e os que tem conhecimento serão muito importantes dentro da formação desses grupos gestores, para que possa dar andamento no processo de formação que pode ser cooperativa, fábrica de gelo, um caminhão para transportar o pescado, um beneficia. Então é importante que seja feito tudo isso com a presença do pescador junto a comunicada, pois a participação da comunidade é muito importante por que a pesca dentro do município se ela está bem, vai ser bom pra toda comunidade pois ela vai se beneficiar disso, tendo um bom pescado, um bom camarão pra comer, com um preço bom, pois vai pegar direto com o pescador. Então se a pesca do município vai bem, vai ser bom pra toda a comunidade.

A Presença da FIPERJ, do Observação de Cabo Frio, do NEA-BC, do Pescarte. Todos os órgãos e comunidade que estão trabalhando em prol da pesca é de extrema importância para o pescador. Isso faz com que o pescador exista e se sinta apoiado por apoiado por alguém. O Grupo Observação de Cabo Frio via que durante um bom tempo o pescador estava desacreditado, não acreditava que poderia vir acontecer alguma coisa. Qualquer movimento que fosse feito o pescador queria se fazer ausente, não tinha quem procurava orientar o quanto importante é a presença deles nessas reuniões, que eles tinham que ser mais participativos. Há uns tempos atrás eles não tinham essa visão, mas agora, nosso trabalho com todas essas instituições e PEAs é muito importante para que o pescador entenda que tem alguém de verdade querendo fazer alguma coisa pela comunidade de pesca.

4- Como Presidente da Associação de Pesca. Como o Sr. Acha que os pescadores voltaram do evento? Mas motivados? As expectativas foram alcançadas?

Os pescadores que nos acompanharam para essa reunião, retornaram muito radiantes. As senhoras, mulheres de pescadores que nunca participaram de reunião vieram numa satisfação imensa e falaram que quando tiver outra querem está presente. Por que nessas reuniões elas começam a conhecer outras lá de outro municípios que também trabalham no mesmo sistema que elas dentro do município delas. Elas formaram uma integração de mulheradas da pesca, elas debateram o que era de direito delas, eu gostei muito do debate delas foi muito proveitoso, em alguns momentos nos deixaram até em saia justa, mas foi bom. Todos que foram no evento voltaram muito satisfeitos e quando chegaram aqui começaram a falar para outros e o pessoal que não foi, pediu que na próxima os incluíssem. Agora eles estão acreditando que tem que participar, por que se a gente não participar a gente é esquecido.

P1030223P1030225P1030220