COOPERATIVA DE MULHERES DA PRAINHA  SE ARTICULAM PARA REIVINDICAR UM ESPAÇO DE SUA SEDE

Em Noticias por Observatório ArraialDeixe um Comentário

Cooperativa, Fiperj, Dommo Energia e a secretaria de Obras integrados para regularização do espaço para beneficiamento de peixe

Integrantes da cooperativa Mulheres da Pesca, Aquicultura e Artesanato da Prainha (MUPAAP) Sol, Salga e Arte se reúnem com o secretário de Obras de Arraial do Cabo, Renato  Gonçalves para definir área a ser cedida para a construção da sede da cooperativa, que tem como objetivo o beneficiamento do pescado. Também estiveram presentes a Dommo Energia e a Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (FIPERJ).

A Dommo Energia cumpre uma medida de compensação pelos impactos causados pelo desenvolvimento e escoamento da produção de petróleo nos blocos BM-C-39 e BM-C-40, Bacia de Campos, sobretudo na pesca em Arraial do Cabo. Como o primeiro projeto de compensação não foi implementado, a cooperativa Sol, Salga Arte, segundo projeto aprovado, vai utilizar essa compensação na instalação de uma cozinha de beneficiamento de pescado na comunidade da Prainha.

Selo de vigilância sanitária para cozinha de beneficiamento

A Fiperj vai produzir uma planta da cozinha que atenda às exigências da vigilância sanitária e possibilite a comercialização do peixe beneficiado. Essa foi uma exigência da cooperativa que pretende vender seus pescados para rede pública de ensino.