GOVERNO CONVOCA POPULAÇÃO PARA DEFINIR FUTURO DA ÁGUA EM MACAÉ

Em Noticias por Observatório MacaéDeixe um Comentário

 Poder executivo municipal anuncia consulta pública para a tarifa zero e municipalização 

A consulta pública vai acontecer no dia 28 de julho, de 08:00 às 17:00 horas, no Centro de Convenções de Macaé, Jornalista Roberto Marinho. Onde tarifa zero e a municipalização do abastecimento de água tratada serão dois dos temas para a população de Macaé opinar. Segundo o governo municipal, a empresa que detém a concessão da água em Macaé não atende com eficiência a todo o município, sendo a consulta pública uma forma de ouvir a população.

O início deste processo aconteceu no dia 24 de abril, quando a Câmara de Vereadores de Macaé aprovou por 9 votos a 3 a encampação da água em Macaé, dando ao município a responsabilidade do abastecimento da água tratada, afastando assim a empresa que tem a concessão do serviço, a CEDAE.  A tarifa zero tem sido pauta de muitas discussões dentro do legislativo e também com a população de Macaé, uma vez que se for implantado por definitivo essa tarifa, compreende-se que atenderá a todo o Município, causando preocupação com o consumo sem controle e o desperdício da água, levando em consideração que hoje 60% do consumo de água tratada em Macaé, é realizado pela industria e comércio, segundo informação em gráfico apresentado pelo Comitê de Bacias. Desde que foi aprovada a PL 003, a cidade já esta com a tarifa zero de água provisoriamente, o que tem sido motivo de muitas reclamações, pois desde então bairros que nunca haviam sofrido com o problema de abastecimento, estão ficando mais de 5 dias sem receber água.

LAGOMAR E A ÁGUA TRATADA

O bairro Lagomar, hoje com aproximadamente 35 mil moradores, aguarda a chegada da água tratada em todas as residências desde que o bairro ainda era balneário. Em audiência pública realizada para a  CEDAE, o diretor de interior da empresa informou que não há possibilidades de efetuar a ligação para todos os setores do bairro. Disse ainda que a estrutura da rede de água (canalização) esta comprometida devido ao material de baixa qualidade e a falta da manutenção executada pelo município, uma vez que depois de terminada a obra de pavimentação nenhum reparo ou manutenção foi efetuado. Para os moradores do bairro ter a água municipalizada é uma preocupação devido aos relatos apresentados por moradores da Serra de Macaé e o químico da CEDAE quando informaram em sessão estarem recebendo água com coliformes fecais fornecida pelo município, que é o responsável pela captação, tratamento e abastecimento do Distrito.

O sr. Elias Lourenço dos Santos, morador do Lagomar há 20 anos, informa que não vê nessa tarifa zero a solução para o problema de água no bairro, ele diz que fica ainda mais preocupado, pois acredita que agora essa tarifa zero pode ser uma desculpa para não concluírem o serviço de água e esgoto no bairro. “Nossa água de poço é contaminada, a água da caixa comunitária não sabemos a procedência, tarifa zero pra gente é só mentiras.” Informa Sr Elias.

 

Compartilhar

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.