PESCADORES ARTESANAIS RELATAM SITUAÇÃO DO RIO ITABAPOANA

Em informe, Noticias por Observatório São Francisco do ItabapoanaDeixe um Comentário

Assoreamento do Rio Itabapoana  preocupa cada vez mais os pescadores artesanais

Segundo relatos dos pescadores artesanais de Barra do Itabapoana e de outras comunidades do município de São Francisco de Itabapoana  a situação do Rio Itabapoana está se agravando cada dia mais, onde o assoreamento está impedindo a pesca.

A dificuldade de entrada e saída da boca da barra, hoje, é um dos maiores problemas, tanto para os pescadores de água doce, quanto para os pescadores que exercem a atividade em água salgada. Diante deste problema, os pescadores vêm reivindicando uma solução através de uma Audiência Pública que foi protocolada na Câmara de Vereadores em julho de 2016, para juntos tentarem solucionar esse problema de assoreamento que afeta a pesca artesanal.

Construção de Hidrelétrica no Rio Itabapoana agrava a situação 

Pescadores artesanais que participam das atividades do Observação, trouxeram a demanda de pesquisa sobre as possíveis causas do assoreamento, uma das causas apontadas pelos pescadores é a construção da Usina Hidrelétrica do Garrafão, localizada em Limeira, distrito de Mimoso do Sul – ES, que construiu as barragens no Rio Itabapoana. Pescadores, Observação, a Presidente Diviane Chagas e vice-presidente Nurievi da Colônia Z1 foram até a cidade de Limeira,  para monitorar o impacto da hidrelétrica no rio.

Foram feitas entrevistas com o pescador artesanal Jorge Henriques e com Alex Rangel, morador da vila dos pescadores que fica na margem do Rio Itabapoana.